All for Joomla All for Webmasters
  • Novidades

    Novidades

Tudo sobre Massagem Desportiva

COMO SURGIU A MASSAGEM DESPORTIVA?

A massagem desportiva originou-se da cultura grega nas olimpíadas, muitas vezes era chamada de “apoterapia”, que tem como objetivo principal proporcionar alívio de dores e aumento na recuperação muscular para os atletas. Foi utilizada em várias civilizações Hindu, Persas e Egípcios para oferecer alívio para as dores. Sua eficácia foi confirmada por inúmeros pesquisadores, se tornando cada vez mais reconhecida e utilizada como uma das mais importantes modalidades terapêuticas. Com o tempo, a técnica adquiriu muitas evoluções e sua maior ênfase se tornou a recuperação e a reabilitação dos atletas da época.

O QUE É A MASSAGEM DESPORTIVA?

A massagem desportiva, também conhecida como massagem esportiva, tem como seu principal objetivo na prática auxiliar atletas iniciantes ou profissionais na preparação da atividade física, durante a sua execução dos exercícios e também após a realização do treino. Essa técnica prioriza a otimização do desempenho, a recuperação muscular e a prevenção de lesões. Deve ser sempre personalizada para cada atleta diante de suas principais necessidades e os estímulos dependem da fase de treinamento, da competição e de cada modalidade esportiva.

INDICAÇÃO DA MASSAGEM DESPORTIVA:

Para todas as pessoas que praticam algum tipo de atividade física é indicado a massagem desportiva. Realizar a massagem possibilita para o atleta movimentos mais rápidos na execução dos exercícios, mais intensos e mais fortes. Com isso, a liberação de adrenalina melhora consideravelmente a circulação sanguínea, que deixa o atleta mais ativo antes da atividade física. No pós treino, a técnica se apresenta um pouco mais lenta, auxiliando na recuperação das micro lesões musculares que são responsáveis pela liberação de ácido lático, mais conhecida como a famosa " dor do dia seguinte".

Todos os atletas desejam evoluir em suas categorias e melhorar suas performances, seja com o objetivo de se recuperar ou tornar-se mais competitivo. Para que isso ocorra é necessário um plano de treino individual para desenvolver a capacidade física, aumentar a resistência, a força e a velocidade desse atleta. Sendo assim, a massagem desportiva auxilia nas condições gerais de rendimento dos atletas, fazendo com que eles cheguem mais rápidos em seus objetivos físicos.

A massagem desportiva pode ser aplicada quando há necessidade de trabalhar os pontos de gatilho. Todas as pessoas que sofrem do uso incorreto da musculatura, possuem maus hábitos de postura, praticam treinos intensos, obtém estresses diários e problemas emocionais, possuem nódulos, mais conhecidos como pontos de gatilhos ou “trigger points”. Esses pontos são responsáveis pela pressão nos nervos e nos músculos, que acumulam toxinas e resultam, na maioria das vezes, em dor e dificuldade para realizar os movimentos corporais. Os pontos de gatilho podem se agravar, evoluindo para problemas maiores ou crônicos. Além disso, se não for tratado, prejudicam o bom funcionamento do sistema musculoesquelético, da coordenação motora, reduzindo a força muscular e a flexibilidade que resultam em treinos ruins e desconfortos em geral.

CONTRAINDICAÇÃO DA MASSAGEM DESPORTIVA:

Em certos momentos a massagem desportiva não é aconselhada, pois resultará mais em prejuízo do que benefício. Separamos algumas situações nas quais não se deve praticar essa técnica:

  • Presença de tumores;
  • Doenças circulatórias como veias varicosas, flebites e tromboses, pois causam edemas, vermelhidão ou edemas roxos, resultando na incapacidade de movimento da área;
  • Febre, quando a temperatura do corpo está superior a 38 graus;
  • Melanoma;
  • Hemofilia;
  • Embolias;
  • Traumas e feridas abertas;
  • Doenças infecciosas de pele, como: bacteriológicas, fungos, virais e herpes. Nesse caso deve ser evitado somente na região de aplicação da massagem;
  • Gânglios inchados;
  • Reação negativa ao tratamento;
  • Contusões recentes, roturas musculares e entorses;
  • Fratura óssea que se encontra móvel, pois o risco de aumentar a lesão aumenta;
  • Osteoporose avançada, pode ocasionar em fraturas ósseas;
  • Queimaduras;
  • Operação cirúrgica recente;
  • Hematomas graves;
  • Câncer;
  • Na presença de aumento da frequência do batimento cardíaco – taquicardia;
  • Nos 3 primeiros meses de gestação. Após esse período, a massagem pode ser aplicada mediante o laudo e prescrição médica, pois existem indicações que a massagem proporciona relaxamento para o bebê e no pré parto, auxiliando no posicionamento correto do feto;
  • Nas aplicações do método relaxante não há contraindicações, porém, a massagem estimulante é contraindicada para quem possui hipertensão arterial;
  • Na presença de reações alérgicas à massagem;
  • Quando a pessoa que recebe a massagem sente dores graves;

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS?

A massagem desportiva proporciona muitos benefícios para quem utiliza da técnica, como: a preparação da musculatura para executar o exercício físico com eficácia e no aumento da circulação sanguínea, que resulta no bom transporte de oxigênio e nutrientes para os músculos. Além disso, também ajuda na eliminação de toxinas, prevenção de lesões, tonificação dos músculos, alívio de dores antes do treino e após os treinos, redução de espasmos musculares, prevenção de edemas e processos inflamatórios. Por proporcionar um relaxamento dos músculos, acaba diminuindo a fadiga muscular, aumentando a recuperação muscular, reduzindo aderências e prevenindo lesões. A prática proporciona um efeito relaxante que estimula o sistema nervoso central, aumentando o conhecimento corporal que nos traz confiança e serenidade, diminuindo a ansiedade e melhora a qualidade do sono.

QUANDO A MASSAGEM DESPORTIVA DEVE SER APLICADA?

Pelo fato de proporcionar inúmeros benefícios, não é necessário ser atleta e executar um treino para usufruir da massagem desportiva. Existem algumas situações em que ela pode ser aplicada, como:

  • Em condicionamento físico, utilizando uma massagem tonificante, como tratamento de pontos de gatilho;
  • No pré treino, realizando massagens estimulantes para o músculo, entre as competições de atletas;
  • Depois das competições, com massagens desintoxicantes e como forma de calmante, aplicando a técnica apenas em locais dolorosos que necessitam de recuperação nas lesões.

PRÉ TREINO:

A massagem aplicada no pré treino é tonificante, com movimentos superficiais e rápidos. Essa técnica funciona como uma fase de condicionamento que prepara e aquece a musculatura para as atividades físicas que serão executadas. Executá-la antes do treino é mais indicada para o atleta, pois ele deseja preparar a musculatura para o dia da competição e sentir-se mais confiante e concentrado para as suas provas. Os movimentos da técnica aplicada no pré treino são rápidos e intensos, aumentando a circulação sanguínea e a temperatura local, preparando para o esforço que virá com a atividade física. O objetivo principal é aquecer a musculatura antes do treino, com isso será obtido a vaso dilatação, estimulação, excitação dos músculos e hiperamia. A hiperamia é o aumento da quantidade de sangue circulando em determinada área afetada do corpo ou tecido.

PÓS TREINO

Após o treino o atleta ou o desportista, possuem dores em todo o corpo e também em partes específicas, conforme o treino realizado. Sendo assim, a massagem pode ser feita todos os dias no período de condicionamento, com a aplicação antes do primeiro dia de treino pesado, aplicando movimentos de amassamento lentos e profundos. A massagem no pós treino, funciona como uma fase de recuperação e desintoxicação, auxiliando na regeneração muscular e alongando as fibras. Além disso, massagear depois da execução do treino, auxilia na eliminação de possíveis resíduos metabólicos musculares que são adquiridos pela forte carga de atividade física. Através da drenagem sanguínea linfática é possível acelerar a regeneração do atleta e favorecer a nutrição muscular necessária. A massagem desportiva também contribui com a diminuição de edemas do corpo do atleta. A técnica aplicada neste caso é lenta e precisa, promovendo uma recuperação mais rápida e diminuindo a dor. A aplicação após o treino evita o sofrimento muscular de início retardado e recupera o bom funcionamento das funções corporais.

TRATAMENTO

A massagem desportiva também pode ser utilizada como tratamento de lesões. Essa aplicação é indicada como calmante e terapêutica, podendo ser usada na recuperação de lesões após 48h do inchaço ter cessado. Em caso de hematomas, é necessário a espera de 4 dias. Estimulando a circulação sanguínea e removendo o excesso de fluídos do tecido, ocorre a quebra de aderências, que promove a recuperação da lesão e da flexibilidade. O tempo médio de aplicação de todas as técnicas é de 30 à 50 minutos.

CURIOSIDADES

A massagem desportiva também utiliza a técnica oriental para a sua prática, que é mais conhecida como Shiatsu. Essa técnica oriental pratica durante a sessão a emissão de pressão através de dedos, palma da mão e cotovelo em pontos específicos do corpo, podendo ser acrescentando em seguida movimentos profundos que levam a musculatura ao relaxamento profundo. O objetivo e o resultado obtido na utilização do Shiatsu são semelhantes à massagem desportiva tradicional citada anteriormente. Também conhecido por aliviar as dores físicas e liberar a tensão muscular, melhora o sistema circulatório, previne as patologias e trata doenças agudas e crônicas. Além disso, o Shiatsu proporciona o bem-estar físico e mental, eliminando assim a ansiedade e a insônia.