All for Joomla All for Webmasters
  • Massagens

    Ventosaterapia

QUAL A ORIGEM DA VENTOSATERAPIA?

Há mais de 2 mil anos atrás foi desenvolvida uma técnica de sucção em regiões corporais, onde os índios utilizavam chifres de animais como instrumento para realizar a sucção e os chineses bambus. Com o passar do tempo, essa técnica foi descoberta pelos europeus, que começaram a fazer a sucção com copos de vidro. Após ser utilizada há centenas de anos, tornou-se uma prática chinesa que ficou conhecida como Ventosaterapia e hoje é utilizada pelo mundo inteiro.

O QUE É VENTOSATERAPIA?

Conhecida como uma opção de tratamento natural e indolor de origem chinesa, a Ventosaterapia é aplicada através da sucção da pele, prática que ocorre por meio de ventosas. Essa técnica promete promover inúmeros benefícios, tanto para o corpo, principalmente aos músculos, quanto para a mente.

COMO A VENTOSATERAPIA É APLICADA?

O processo baseia-se na aplicação de ventosas na superfície do corpo. A aplicação da técnica ocorre com uma ventosa esterilizada nos pontos de gatilho que possuem bastante músculos, como, peito, barriga, tronco, regiões dorsais e coxas. Cada ventosa apresenta uma válvula na ponta que possibilita fazer a sucção efetiva na região desejada. As ventosas podem ficar tanto fixas em um ponto de gatilho específico, quanto móveis, realizando movimentos na região com o auxílio de gel, óleo ou creme.

Os pontos de gatilho são conhecidos por acumular toxinas, resultando quase sempre em dor e dificuldade na execução dos movimentos que podem se agravar e tornarem-se problemas maiores ou crônicos. Esses pontos também prejudicam o bom funcionamento do sistema musculoesquelético e da coordenação motora. Além disso, probabilizam a redução da força muscular e da flexibilidade, tendo como prejuízo dores musculares e desconfortos em geral.

Para realizar a técnica é preciso posicionar a ventosa na região escolhida, onde esses pontos de gatilho se encontram. Sendo assim, é criado um vácuo durante esse processo indolor que causa uma sensação leve de sucção na pele. Outra técnica da Ventosaterapia é com a utilização de cremes de hidratação, que possibilitam deslizar as ventosas sobre os músculos.

O objetivo do tratamento com as ventosas é inserir na circulação sanguínea as células doentes do sangue, que se encontram no interior do corpo levando-as para a superfície. Esse processo de recuperá-las ocorre no momento da sucção. O vácuo e a absorção que ocorrem na superfície do corpo, tem o papel de abrir os vasos capilares e os poros para retirar as toxinas que ali se encontram. Com isso, é possível viabilizar a troca de gases, a oxigenação do sangue e a boa circulação sanguínea. Quando a circulação do sangue é ativada, os músculos são favorecidos com um aumento da nutrição, que proporciona rapidamente o alívio das tensões e dores musculares e articulares.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA VENTOSATERAPIA?

A Ventosaterapia apresenta muitos benefícios comprovados para a saúde como um todo. Os objetivos principais do tratamento são:

  • Aliviar as dores musculares e abdominais;
  • Aliviar enxaquecas e as dores de cabeça;
  • Fortalecer os vasos sanguíneos;
  • Aumentar a circulação sanguínea, favorecendo maior nutrição muscular;
  • Aumentar a produção do líquido sinovial que se encontra nas articulações, para obter alívio das dores articulares;
  • Reduzir as estrias e celulites;
  • Auxiliar na desintoxicação do organismo;
  • Fortalecer o sistema imunológico;
  • Proporcionar um relaxamento para o corpo e a mente.

A Ventosaterapia atua também na prevenção e no auxílio do tratamento de lesões musculares, trabalhando com a eliminação de contraturas diretamente nos pontos de gatilho. Também é muito procurada para tratamentos de asma, resfriado e problemas respiratórios.

Por ser responsável pela liberação de endorfina, serotonina e outras substâncias analgésicas, o objetivo principal da Ventosaterapia é a cura das dores musculares. Além disso, a aplicação das ventosas favorece a limpeza corporal, atuando diretamente nas trocas gasosas que eliminam toda as toxinas que se encontram no organismo. Portanto, com essa limpeza, o PH sanguíneo é regulado, proporcionando uma melhora em todo o corpo.

Atletas olímpicos costumam utilizar bastante da Ventosaterapia. Pelo fato de sofrerem frequentemente de dores musculares, a procura dos atletas por terapias que proporcionam alívios é constante. Pela Ventosaterapia ser reconhecida por evitar lesões, aliviar dores musculares, e, consequentemente, auxiliar no bom desempenho dos atletas, é muito utilizada por profissionais do esporte.

Outro benefício para os atletas que esse tipo de tratamento pode proporcionar, é que como a técnica tem como um dos seus benefícios o relaxamento muscular, é possível praticar os exercícios de forma mais natural e sem nenhuma dor. Com a liberação das substâncias analgésicas, o paciente fica relaxado, possibilitando uma noite de sono tranquila, e por consequência, é possível ter um preparado físico e psicológico melhor para o treino do dia seguinte.

Existem também alguns casos em que a Ventosaterapia é utilizada com o objetivo estético. Há uma grande procura para o tratamento de celulites e estrias, para redução de gorduras localizadas, acnes, rugas faciais, edemas e outros.

PARA QUEM É INDICADA A VENTOSATERAPIA?

A Ventosaterapia é indicada para todos que procuram pelos benefícios que ela pode proporcionar, seja idoso, adolescente, atletas e outros. Principalmente para quem sofre de dores musculares frequentes e procura por terapias naturais que resultam na desintoxicação do organismo.

CONTRA-DINDICAÇÕES DA VENTOSATERAPIA

A Ventosoterapia não é indicada em casos de gravidez, apenas com liberação médica, na presença de varizes, feridas e fraturas no local onde as ventosas seriam inseridas. Também é aconselhado que evite o procedimento quem está com febre no momento da sessão, possui trombose, tromboflebite, toma remédios anticoagulantes e quem possui distúrbios hemorrágicos.

CURIOSIDADES/DICAS

Para se obter resultados efetivos com a prática da Ventosaterapia é indicado no mínimo 3 sessões da técnica, que podem variar entre 5 a 25 minutos. A indicação adequada é realizada pelos profissionais da área através da análise do resultado estipulado para cada paciente.

É normal que o local onde as ventosas foram aplicadas fique roxo por pelo menos 48 horas após a sessão e é aconselhado que não se exponha essas áreas ao sol.

O primeiro passo para alcançar o resultado desejado com a Ventosaterapia é realizar uma anamnese com o paciente. Dependendo da quantidade e intensidade das contraturas apresentadas, calcula-se se o paciente vai precisar apenas da Ventosaterapia ou de mais alguma técnica aliada a ela, como por exemplo, Liberação Miofascial ou terapêutica. A união das técnicas para os tratamentos é muito comum e recomendada.